Resenha: O Ladrão de Raios – Rick Riordan

o-ladrao-de-raios2Título: O Ladrão de Raios

Título Original: The Lightning Thief

Autor: Rick Riordan

Páginas: 400

Editora: Intrínseca

Ano de Lançamento: 2005

______________________________________

Sinopse: “Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.

O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos – jovens heróis modernos – terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.”

_________________________________________________________________

Esse com certeza foi um dos livros que eu mais relutei em ler na minha vida. O sucesso da série Percy Jackson e os Olimpianos, escrita pelo autor americano Rick Riordan, é indiscutível, mas pelo pouco que eu conhecia da história, achava que esse era um livro péssimo que tinha virado moda entre uma grande leva de adolescentes pelo mundo. Mas não são se pode julgar uma obra sem antes conhece-la, então decidi que leria a série. Eis aqui minhas impressões do primeiro livro, O Ladrão de Raios.

A ideia central do livro é trazer a cultura e mitologia grega para a modernidade. Na trama, os deuses do panteão grego existem, e estão estabelecidos no Monte Olimpo que agora paira sobre o Empire Estate Building em Nova Iorque, pois s deuses estão sempre seguindo a nação mais poderosa. Consequentemente, todos os monstros e seres mitológicos também são reais e estão espalhados pelos EUA. Mas o foco principal da narrativa são nos semi-deuses (ou meios-sangues) que são jovens filhos de um deus e um humano mortal. A trama acompanha Perseu Jackson, um garoto de 12 anos que acaba descobrindo que é um desses meio-sangues e talvez o mais poderoso deles.

rick-21

Rick Riordan

A narrativa em primeira pessoa, a forma como Percy se comunica com  leitor, de forma bem humorada, como se realmente estivesse falando com um amigo, é uma forma bem eficiente de cativar o leitor e simpatizar com o protagonista. O leitor acaba descobrindo tudo junto de Percy, acompanhado de uma forma bem transparente a estranha reviravolta em sua vida. O drama pessoal inicial de Percy também pode conquistar o leitor. Antes de descobrir que é um semi-deus, ele é apenas um garoto problemático, com dislexia que é expulso de todas as escolas que entra, pensando onde estará seu pai, na tristeza de sua mãe que tem que aturar o seu nojento e degradável padrasto. O leitor chega até ter pena.

Logo no começo a coisa já pega fogo. Pecy é atacado por um monstro e as dúvidas já começam a surgir. Depois mais um ataque acontece e dessa vez ele e sua mãe fogem junto de seu melhor Grover. Ele é então levado para o Acampamento Meio-Sangue, um lugar onde os semi-deuses são treinados e ficam protegidos dos monstros que os perseguem. Logo acontecem várias revelações e os personagens centrais são definitivamente apresentados. Grover se revela um sátiro (Meio garoto, meio bode) e o professor de Percy, Quíron se revela um centauro (meio homem, meio cavalo). Ele também conhece a filha de Atena Annabeth. Ele também descobre que é filho de Poseidon.

É interessantes acompanhar os primeiros dias de Percy no acampamento e també ir conhecendo os outros semi- deuses, como Clarisse e Luke (este tem uma importância tremenda para o decorrer da série). Mas logo Percy precisa sair em uma missão. O raio de Zeus foi roubado e Percy é o principal suspeito. Junto de Annabeth e Grover, ele passa por diversos desafios para salvar o Olimpo.

Depois disso é um monstro atrás do outro, chegando ao ponto que fica cansativo e o leitor fica impressionado com o tamanho do azar do trio. Mas as lutas são bem narradas e bem descritas e até bem emocionantes. Também é legal a forma como o autor associa pontos dos EUA com lugares místicos. Os cenários variam bastante, indo de Nova Iorque até o Submundo. Acompanhar o relacionamento do trio principal.

Há vários momentos chaves no livro que podem passar desapercebidos no livro, mas que são utilizados mais para frente na trama e até em outros livros da série. Existem várias cenas marcantes no final do livro, como o encontro com Hades, a luta de Percy com Ares e o Conselho do Olimpo, onde o leitor é apresentado aos demais deuses olimpianos. Mas a grande revelação no final, no qual um personagem importante e do qual ninguém desconfiava, se revela o verdadeiro vilão da história. Fica uma boa deixa para a continuação e o leitor realmente fica um pouco ansioso, não só pelo livro seguinte mas também pelo acontecimentos mais futuros da série.

Enfim, eu estava um pouco errado sobre o livro. Antes de ler eu realmente achava que o livro era horrível. Gostei de ser surpreendido pela história. O livro não é uma Obra-Prima mas é uma boa leitura. Vale a pena dar uma conferida no livro. Boa leitura.

percy

Percy Jackson

Percy Jackson E O Ladrão De Raios

Filme de 2010

Mas eu faço uma alerta em relação a adaptação cinematográfica feita em 2010. O filme perceptível discrepância em relação ao livro. A caracterização dos personagens está errada, o roteiro é muito diferente, elementos presentes em outros livros da série aparecem precipitadamente nesse primeiro filme. Se você estiver afim de ver uma adaptação fiel, vai se desapontar.

Nota: 8/10

Espero que vocês tenham gostado da resenha. Nos comentários você pode colocar sua opinião sobre a resenha, diga se gostou ou não gostou, diga o que você acha que possa melhorar, alguma sugestão para uma próxima resenha, uma crítica, uma bronca, algo construtivo para podermos melhorar o blog. Obrigado por lerem. E feliz dia do leitor para todos. Parabéns para nós.

Filipe Faria

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s